MIOMA UTERINO INTRAMURAL

Mioma uterino intramural: o que é?

Os miomas uterinos são problemas relacionados à saúde da mulher, sendo fator de preocupação para a maioria do público feminino. Dentre os tipos de miomas está o mioma uterino intramural, que se refere a um tumor benigno que se instala na parede interna do útero e é o tipo mais comum de mioma.

Como se trata de um tumor benigno, não há muito com o que se preocupar, pois o problema pode ser resolvido, desde que seguido o tratamento correto.

Causas do mioma uterino intramural

Apesar de não existir nenhum estudo que comprove as reais causas do mioma uterino intramural, alguns fatores podem contribuir para o seu surgimento. Veja quais são:

Fatores genéticos – em alguns casos, os miomas uterinos ocorrem nas mulheres da mesma família, ou seja, as chances de se ter um mioma uterino intramural aumentam se já tiver algum familiar que tenha o problema;

Fatores hormonais – a variação e desequilíbrio dos hormônios progesterona e estrógeno também podem contribuir para o aparecimento de miomas. Tanto que para as mulheres que já se encontram na menopausa e já possuem menos hormônios, os riscos de miomas intramurais são bem menores;

Fatores de crescimento – hoje em dia, muitas mulheres acabam apelando para os suplementos alimentares, com o objetivo de proporcionar o crescimento dos músculos. Esses suplementos, ao que tudo indica, também podem afetar a saúde e contribuir para a formação e aumento dos miomas.

Sintomas do mioma uterino intramural

Apesar de não ser um problema tão grave, é preciso prestar atenção nos sintomas, pois se identificado ainda no início, o tratamento é bem mais fácil. Além disso, recomenda-se fazer os exames de rotina com frequência, pois muitas mulheres que possuem o mioma não apresentam nenhum sintoma, uma vez que eles só aparecem quando o tumor aumenta de tamanho.

Dentre os sintomas mais comuns, estão:

  • Grande fluxo menstrual, durando sete dias ou até mais;
  • Dificuldade de esvaziar a bexiga;
  • Aumento do volume abdominal;
  • Prisão de ventre;
  • Dor durante as relações sexuais;
  • Dor abdominal.

Mioma uterino intramural: os fatores de risco

Além dos fatores genéticos, as mulheres negras possuem maiores chances de desenvolverem miomas, portanto, precisam ter ainda mais cuidado. As mulheres que tiveram a menstruação precoce ou possuem uma alimentação rica em carnes vermelhas também possuem maior probabilidade de desenvolver mioma.

Como tratar mioma uterino intramural

Na maioria das vezes, o diagnóstico se dá pelo ginecologista, através dos exames de rotina. No entanto, se você apresentar qualquer sintoma, é importante consultar o seu médico, que vai solicitar os seguintes exames: hemograma completo e ultrassonografia transvaginal. Se esses não forem suficientes, alguns tipos de ultrassom e ressonância magnética também podem ser solicitados.

O tratamento do mioma uterino intramural se dá através de medicamentos como contraceptivos e suplementos de vitaminas que inibem o desenvolvimento do mioma. No entanto, existe também a possibilidade de resolver o problema através de procedimentos cirúrgicos não invasivos, como a embolização da artéria uterina, a miomectomia histeroscópica, ou então através das cirurgias tradicionais, como a histerectomia e a miomectomia abdominal.

Você precisa de um especialista para tratamento de mioma?

Entre em contato e agende sua consulta conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *